POLÍTICA DE PRIVACIDADE
1. DETALHES SOBRE O CONTROLADOR
Nome da Empresa: APNA ADVOCATS, S.L.P. (doravante, a “Empresa” ou o “Responsável”).
CUBA Nº: B67183491
Endereço: Plaza Tetuán, nº 40-41, Piso 1º – Oficina 1, CP 08010 Barcelona – Espanha
Telefone: +34 936 32 32 36 Email para comunicações relativas à protecção de dados: info@martinezcaballero.com ou do nosso responsável pela protecção de dados: equaldpo@equalprotecciondedatos.com.
1.1. Regulamentos aplicáveis
A nossa Política de Privacidade foi concebida em conformidade com o Regulamento Geral de Protecção de Dados 2016/679 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 27 de Abril de 2016, relativo à protecção das pessoas singulares no que diz respeito ao tratamento de dados pessoais e à livre circulação desses dados e que revoga a Directiva 95/46/CE (Regulamento Geral de Protecção de Dados), e a Lei Orgânica 3/2018, de 5 de Dezembro, relativa à Protecção de Dados Pessoais e Garantia dos Direitos Digitais.
Ao fornecer-nos os seus dados, declara ter lido e compreendido a presente Política de Privacidade, dando o seu consentimento inequívoco e expresso ao tratamento dos seus dados pessoais, de acordo com as finalidades e termos aqui expressos.
A Empresa pode modificar esta Política de Privacidade a fim de a adaptar à nova legislação, jurisprudência ou à interpretação da Agência Espanhola de Protecção de Dados. Estas condições de privacidade podem ser complementadas pelo Aviso Legal, a Política de Cookies e as Condições Gerais que, quando apropriado, estão incluídas para determinados serviços, tais como consultas on-line, se tal acesso envolver qualquer especialidade em termos de protecção de dados pessoais.
2.- PRINCÍPIOS NO ÂMBITO DO REGULAMENTO EUROPEU SOBRE PROTECÇÃO DE DADOS
Comprometemo-nos a tratar os dados pessoais (a seguir os “dados”) fornecidos de acordo com os seguintes princípios estabelecidos no Regulamento Geral de Protecção de Dados (GDPR):
– Legalidade: Apenas recolheremos os seus Dados Pessoais para fins específicos, explícitos e legítimos, e não processaremos os seus Dados Pessoais de uma forma incompatível com esses fins.
– Legalidade: em conformidade com o artigo 6º do Regulamento Geral de Protecção de Dados, os seus dados pessoais serão tratados desde que consinta expressamente no tratamento de tais dados como forma de externalização da sua vontade livre e informada e consinta. Os seus dados pessoais podem ser necessários para a execução de um contrato, acordo ou serviço em que a pessoa em causa seja parte, para o cumprimento de obrigações legais, para a protecção dos interesses vitais da pessoa em causa e de outra pessoa singular, para a execução de uma tarefa de interesse público ou para o exercício da autoridade pública de que o responsável pelo tratamento seja investido ou para satisfazer os interesses legítimos perseguidos pelo responsável pelo tratamento, quando estes não violem os direitos e liberdades fundamentais da pessoa em causa ou a protecção dos dados pessoais da pessoa em causa.
– Lealdade e transparência: em conformidade com o artigo 5º do Regulamento Geral sobre Protecção de Dados, como manifestação de transparência, tal como evidenciado pelo facto de a pessoa em causa ser informada da existência da operação de tratamento e das suas finalidades.
– Minimização de dados: limitamos a recolha de dados pessoais ao que é estritamente relevante e necessário para os fins para os quais foram recolhidos.
– Limitação da finalidade: apenas recolheremos os seus dados pessoais para fins específicos, explícitos e legítimos, que mantemos sob a forma de processamento.
– Exactidão: Manteremos os seus dados pessoais exactos e actualizados.
– Segurança de dados: aplicamos as medidas técnicas e organizacionais adequadas para garantir o nível de segurança adequado de acordo com os riscos e a natureza dos dados, a fim de impedir a sua divulgação ou acesso por pessoal não autorizado, ou de qualquer perda ou alteração. Em suma, qualquer forma de processamento ilegal.
– Qualquer pessoa que, tendo dado o seu consentimento para a recolha de dados, deseja solicitar qualquer gestão do tratamento, é reconhecida e pode exercer: o direito de acesso, rectificação, oposição, apagamento, limitação do tratamento, portabilidade e o direito de não estar sujeita a decisões individualizadas. É gratuito e o pedido deve ser corrigido no prazo de um mês, que pode ser prorrogado por mais dois meses, dependendo de circunstâncias excepcionais, tais como o número de pedidos, complexidade, ou outras circunstâncias semelhantes.
– Princípio da limitação temporal: os dados devem ser conservados durante o tempo necessário e para efeitos de processamento sem atrasos indevidos e durante
que os dados dos utilizadores e dos próprios clientes lhes serão disponibilizados a pedido.
3. FINALIDADE DO TRATAMENTO DE DADOS PESSOAIS
Processamos os seus dados pessoais para os seguintes fins:
– Para lhe fornecer informações relacionadas com os serviços jurídicos oferecidos pela nossa firma e detalhadas neste website.
-Gerir redes sociais. O Registante tem uma presença nas redes sociais. Se se tornar um seguidor nas redes sociais do Titular, o tratamento de dados pessoais será regido por esta secção, bem como pelas condições de utilização, políticas de privacidade e regulamentos de acesso que pertencem à rede social que se aplica em cada caso e que tenha previamente aceite.
3.1. Período de retenção dos seus dados
Conservaremos os seus dados pessoais desde o momento em que nos der o seu consentimento até à sua revogação ou pedido de restrição de processamento. Nesses casos, manteremos os seus dados bloqueados durante os períodos legalmente exigidos.
Em caso de contratação dos serviços da empresa, as informações fornecidas pelo cliente serão previamente autorizadas por este último, em cumprimento do dever da empresa de fornecer as informações previstas nos artigos 13º e seguintes do RGPD, e serão conservadas durante o tempo necessário para a prestação do serviço, e em qualquer caso durante o prazo de prescrição legal obrigatória.
4. LEGITIMIDADE E DADOS RECOLHIDOS
A legitimidade para o tratamento dos seus dados é o consentimento expresso dado por um acto positivo e afirmativo (preencher o formulário correspondente e assinalar a caixa de aceitação desta política ou telefonar ou enviar um e-mail com os seus dados para uma consulta) no momento de nos fornecer os seus dados pessoais.
4.1. Consentimento para processar os seus dados
Ao preencher os formulários, assinalar a caixa “Aceito a Política de Privacidade” e clicar para enviar os dados, ou ao enviar e-mails para a Empresa através das contas criadas para o efeito, o Utilizador declara ter lido e aceite expressamente esta política de privacidade.
privacidade, e dá o seu consentimento inequívoco e expresso ao tratamento dos seus dados pessoais, de acordo com os fins indicados.
4.2. Categorias de dados
Os dados recolhidos referem-se à categoria de dados de identificação, tais como: Nome, Telefone, E-mail, bem como o endereço IP a partir do qual se acede ao formulário de recolha de dados.
Só em caso de contratação dos nossos serviços poderá ser necessário processar dados de categoria especial, com o consentimento expresso prévio para o fazer.
5. MEDIDAS DE SEGURANÇA
Como parte do nosso compromisso de garantir a segurança e confidencialidade dos seus dados pessoais, informamos que adoptámos as medidas técnicas e organizacionais necessárias para garantir a segurança dos seus dados pessoais e impedir a sua alteração, perda, tratamento ou acesso não autorizado, tendo em conta o estado da tecnologia, a natureza dos dados armazenados e os riscos a que estão expostos, em conformidade com o artigo 32º do RGPD EU 679/2016.
6. TRANSFERÊNCIA DE DADOS
Não estão previstas transferências de dados ou transferências internacionais dos dados recolhidos através deste sítio web, com excepção das autorizadas pela legislação fiscal, comercial e de telecomunicações e nos casos em que uma autoridade judicial nos exija que o façamos.
7. DIREITOS DO UTILIZADOR
Qualquer pessoa interessada tem o direito de obter confirmação sobre se estamos ou não a processar dados pessoais que lhe digam respeito. As partes interessadas têm o direito de aceder aos seus dados pessoais, bem como de solicitar a rectificação de dados inexactos ou, quando apropriado, de solicitar a sua eliminação quando, entre outras razões, os dados já não forem necessários para os fins para os quais foram recolhidos. Em determinadas circunstâncias, as pessoas em causa podem solicitar que se restrinja o tratamento dos seus dados, caso em que apenas os reteremos para efeitos de exercício ou defesa de reclamações. Por razões relacionadas com a sua situação particular, as pessoas em causa podem opor-se ao tratamento dos seus dados. O Controlador de Dados deixará de processar os dados, excepto por razões legítimas imperiosas, ou para o exercício ou defesa de eventuais reclamações.
Recordamos também que, se for cliente, pode revogar o seu consentimento ou opor-se ao envio de comunicações comerciais por qualquer meio e em qualquer altura, enviando um e-mail para o endereço info@martinezcaballero.com ou para o nosso Delegado de Protecção de Dados: equaldpo@equalprotecciondedatos.com.
Se considerar que o seu pedido não foi tratado correctamente ou que os seus dados não estão a ser tratados adequadamente, pode dirigir as suas queixas à Agência Espanhola de Protecção de Dados, o organismo de supervisão para este assunto em Espanha.
A seguir, fornecemos-lhe mais informações sobre os direitos acima mencionados, com acesso directo ao seu exercício utilizando as ligações da Agência Espanhola de Protecção de Dados:
A)- DIREITO DE ACESSO
O artigo 15º do Regulamento Geral sobre Protecção de Dados reconhece o direito da pessoa em causa de saber se os seus dados pessoais estão ou não a ser tratados e as finalidades do tratamento, as categorias de dados, os destinatários, a origem dos dados, o período de armazenamento e os critérios para determinar o período de armazenamento. Assim, o responsável pelo tratamento fornecerá uma cópia dos dados pessoais sujeitos a tratamento em formato electrónico, mediante pedido.
Podem também solicitar ao responsável pelo tratamento dos dados: rectificação, apagamento ou limitação dos dados e tratamento.
A fim de facilitar ao utilizador o exercício deste direito, fornecemos-lhe o formulário a ser preenchido para o seu pedido através do seguinte link:
https://www.aepd.es/media/formularios/formulario-derecho-de-acceso.pdf
B)- DIREITO DE RECTIFICAÇÃO E APAGAMENTO
Os artigos 16º e 17º do Regulamento Geral sobre Protecção de Dados prevêem a rectificação e eliminação de dados pessoais, podendo o cliente ou utilizador solicitar a rectificação dos seus dados pessoais com base no facto de serem inexactos ou de serem completados ou eliminados por já não serem necessários para os fins para os quais foram recolhidos e processados.
A fim de facilitar ao utilizador o exercício deste direito, fornecemos o seguinte link para o formulário a ser preenchido para o seu pedido: https://www.aepd.es/media/formularios/formulario-derecho-de-rectificacion.pdf https://www.aepd.es/media/formularios/formulario-derecho-de-supresion.pdf
C)- DIREITO À RESTRIÇÃO DO PROCESSAMENTO
A pessoa em causa tem o direito de obter do responsável pelo tratamento a restrição do tratamento dos dados, caso conteste a exactidão dos dados pessoais. Ou seja, os dados só podem ser tratados, com excepção da sua conservação, com o consentimento da pessoa em causa, para efeitos de exercício ou defesa de reclamações, de protecção dos direitos de outra pessoa singular ou colectiva ou por razões de interesse público da União ou de um Estado-Membro específico. Além disso, deve ser informado pelo responsável antes do levantamento dessa limitação.
A fim de facilitar ao utilizador o exercício deste direito, fornecemos-lhe o formulário a ser preenchido para o seu pedido através do seguinte link:
https://www.aepd.es/media/formularios/formulario-derecho-de-limitacion.pdf
(D) – DIREITO À PORTABILIDADE DE DADOS
O artigo 20º do Regulamento Geral sobre Protecção de Dados reconhece o direito da pessoa em causa a receber dados pessoais que lhe digam respeito, ou seja, transmitidos directamente do responsável pelo tratamento para o responsável pelo tratamento, sempre que tal seja tecnicamente viável, de forma estruturada, de uso corrente e legível por máquina, sem ser impedida de o fazer pelo responsável pelo tratamento a quem os forneceu, quando o consentimento tenha sido expressamente externalizado ou por contrato.
A fim de facilitar ao utilizador o exercício deste direito, fornecemos-lhe o formulário a ser preenchido para o seu pedido através do seguinte link:
https://www.aepd.es/media/formularios/formulario-derecho-de-acceso.pdf
8. CONFIDENCIALIDADE
Os dados pessoais que possam ser recolhidos serão tratados com absoluta confidencialidade, e a Empresa compromete-se a mantê-los em segredo e a garantir o dever de os guardar, adoptando todas as medidas necessárias para evitar a sua alteração, perda e tratamento ou acesso não autorizado, em conformidade com as disposições da legislação aplicável.
Para este fim, o Controlador garante que manterá os correspondentes compromissos de confidencialidade assinados com qualquer pessoa envolvida em qualquer fase do tratamento dos dados pessoais recolhidos.
9. TRANSFERÊNCIAS INTERNACIONAIS DE DADOS
Uma Transferência Internacional de Dados é entendida como a comunicação dos seus dados pessoais a países localizados fora da União Europeia, e mais especificamente fora do Espaço Económico Europeu (EEE). Existem excepções para países fora deste espaço europeu que não são considerados como uma transferência internacional, uma vez que os destinatários são países que a Comissão Europeia de Protecção de Dados considera apropriados porque cumprem as normas europeias de protecção de dados.
No caso de a Empresa transferir informações pessoais para fora do EEE, quer porque o armazenamento dos dados é alojado num servidor fora das fronteiras do EEE, quer por qualquer outro motivo, assegura que as cláusulas contratuais que regulam essa transferência internacional são mantidas, assegurando que o fornecedor que pode alojar ou processar informações pessoais cumpre as normas e princípios mínimos de segurança estabelecidos na GDPR.